sábado, 16 de julho de 2011

Conectando ao Facebook


Este blog já nasceu interligado ao Facebook, por meio do aplicativo NetworkedBlogs,  mas agora esse cruzamento de mídias se intensifica. Acabo de criar o Grupo Educação sem Distância nessa cada vez mais concorrida rede social, por meio do qual espero amplificar a interatividade com aqueles que se interessam por temas relacionados à redução de distâncias em ensino e aprendizagem. Postagens deste blog poderão ser repercutidas naquele fórum, assim como  discussões e idéias lá gestadas poderão se transformar em temas de novos posts aqui publicados e comentados.

Em um mundo ideal nós escolheríamos a ferramenta em função dos objetivos. Mas no mundo real precisamos muitas vezes nos adaptar às ferramentas de que dispomos. Nós professores não deixamos de dar aula porque a escola não tem datashow disponível ou porque a conexão de Internet não funciona. Sabemos que a metodologia deve definir os meios, e não o contrário. Mas o bom professor deve saber adaptar sua metodologia aos meios disponíveis. Falo isso porque, decididamente, o Facebook não é nada amigável para se desenvolver um grupo de discussão. No entanto é lá onde todo mundo (ok, quase todo mundo) está interagindo. Resolvi então fazer concessões à minha lista de requisitos para um grupo de discussão e criei lá o Grupo Educação sem Distância.

Não sou profundo conhecedor dos recursos do Facebook (nessa época em que estamos cada vez mais sobrecarregados não sobra tempo para conhecermos a fundo tantas ferramentas de que dispomos; aliás, tão melhor é a ferramenta quanto menos nos exige treinamentos, helps e manuais para utilizá-la). Assim tentei usar minha intuição e bom senso para inferir como os grupos do FB funcionam. Logo de início fui surpreendido pela incompatibilidade de lógica que tenho com os criadores e administradores do FB. Após incluir vários amigos ao grupo (os quais, de forma inconsistente com outros aplicativos e recursos, são incluidos automaticamente, sem pedido de confirmação) esses passaram a receber emails de tudo o que acontecia (cada inclusão de membro, seguida de agradecimentos dos convidados e outras mensagens de cunho social). Isso assustou algumas pessoas, que de repente passaram a ver suas caixas-postais cheias de mensagens inúteis (para eles) e sem terem solicitado o ingresso no grupo. Rapidamente passei  mensagem orientando como os membros deveriam fazer para desabilitar o envio aos seus endereços de e-mail das mensagens colocadas no mural do grupo. Mas não faria mais sentido se a configuração default fosse com o recurso de cópia automática por e-mail desativado ?  Mais uma idiossincrasia do FB.

Passado esse susto inicial começamos a perceber a dificuldade de gerenciar as linhas de discussão que eram abertas, a encontrar os conteúdos postados e a organizar esses conteúdos. Foi quando uma das participantes, a Paula Ugalde, trouxe uma sugestão, prontamente aceita e implantada. A idéia consiste em se colocar no álbum de fotos do grupo uma imagem para cada tema em discussão. Os participantes postam suas contribuições na forma de comentários às fotos. Assim fica fácil encontrar tudo o que foi discutido a respeito de detrminado tema. Basta clicar em "Exibir Fotos" no menu lateral do grupo e escolher a foto (ou seja, o tema) de interesse. Dá até para o membro interessado se marcar na foto e assim passar a tê-la, acompanhada, claro, dos respectivos comentários, incorporada em seu próprio álbum.  Veja como ficou o álbum do grupo. Gambiarra ? Sim. Mas tudo pela redução de distância  ;-).

Dúvidas? Críticas? Comentários? Sugestões? Coloque aqui no blog ou lá no grupo.

Serviço:

Grupo Educação sem Distância é aberto. Se tiver interesse em se tornar membro basta entrar e solicitar ingresso.

Outros perfis da Educação sem Distância no Facebook: Educação sem Distância (lotado) e Educação sem Distância 2 (aceitando novos amigos).